“O MAR É A NOSSA TERRA” Book

11,00

Portuguese edition

(…) A escala territorial na aprendizagem com o vale e o rio, levaram Miguel Figueira a estudar o mar e em particular a onda do Cabedelo, na foz do Mondego, onde pratica surf há mais de três décadas. Ao longo desse tempo foi-se apercebendo das diferentes dinâmicas que constroem e desconstroem a orla costeira. Um sistema complexo com uma instabilidade natural (decorrente de marés, das correntes, dos fenómenos meteorológicos, das derivas de sedimentos) mas também decorrente da ação humana salientando-se aqui a interferência da barra do porto marítimo da Figueira da Foz e do seu prolongamento, que pôs em risco a qualidade da onda do Cabedelo.
Em resposta ao desafio lançado pelo surfista Eurico Gonçalves, Miguel Figueira envolve-se no movimento cívico SOS Cabedelo denunciando o impacto ambiental da extensão desmesurada da barra—uma infraestrutura que inibe a deriva de sedimentos acumulados na praia da Figueira da Foz (seguramente a maior praia da Europa) provocando, consequentemente, a erosão da costa a sul. Como arquiteto, Miguel Figueira procurou encontrar soluções acabando por levar o Governo atual ao estudo da sua proposta de «bypass»—um sistema mecânico de bombagem permanente de areias que permitam restabelecer em grande parte a dinâmica dos sedimentos que alimentam a costa. Ainda com Eurico Gonçalves, contribuiu para a inscrição da reposição do ciclo sedimentar na revisão da atual política nacional de proteção costeira
(…)

Miguel Figueira (Coimbra, 1969), arquiteto (FAUP, Porto, 1993), teve sua primeira experiência profissional no atelier Bugio com Pedro Maurício Borges (Lisboa, 1992/93). Foi responsável pelo departamento técnico da administração local da vila patrimonial de Montemor-o-Velho, sob programa nacional para áreas degradadas urbanas (entre 1997 e 2002). Manteve-se como técnico da Câmara Municipal até 2014. É membro líder do movimento cívico SOS Cabedelo, pela inclusão do surf no debate territorial desde 2009.

Concebido como objeto autónomo, este livro parte da exposição O Mar É a Nossa Terra, patente na Garagem Sul do Centro Cultural de Belém, em Lisboa, de 10 de março a 9 de agosto de 2020. A exposição teve a curadoria de Miguel Figueira e André Tavares, com Pedro Maurício Borges, Marta Labastida, Ivo Poças Martins, Pedro Bandeira e Eurico Gonçalves.

A exposição O Mar É a Nossa Terra é uma co-produção do Centro Cultural de Belém (CCB) e do Laboratório de Paisagens, Património e Território (Lab2PT) da Universidade do Minho.

(texto retirado de Pierrot le Fou)

Only 4 left in stock

Category:

Additional information

Autor

,

Edição

EAUM, Lab 2PT, Pierrot le Fou

Design

Change Is Good

You may also like…